Conheça a síndrome da visão do computador.

3,224

Uma dorzinha de cabeça que não passa, acompanhada de ardência, vermelhidão e queimação nos olhos. Se isso se segue a horas prolongadas em frente ao computador, as chances de você estar sendo acometido pela “síndrome da visão do computador” são grandes.

Sintomas como queimação, ardência e fotofobia são comuns em quem apresenta a doença.

Apesar de não ser reconhecida do ponto de vista científico, a doença atinge um número significativo de pessoas que trabalham diariamente em frente ao computador. “Uma síndrome tem o caso clínico bem estabelecido. Essa doença é uma somatória de diversos casos”, comenta Paulo Augusto de Arruda Mello, oftalmologista coordenador da Comissão de Ensino da Sociedade Brasileira de Oftalmologia.

Em alguns casos, pessoas que precisam de pouco esforço visual (óculos com grau baixo) e não usam óculos ou lentes de contato durante o uso contínuo do computador podem desenvolver os sintomas da doença com o passar do tempo.

Entre os sinais da doença, está o cansaço causado pelo esforço contínuo. “Esse cansaço é semelhante à leitura prolongada de um livro. Nos dois casos, a pessoa precisa fixar os olhos em um mesmo ponto por muito tempo. Isso causa fadiga no mecanismo de acomodação dos olhos, que é o mecanismo do foco”, explica Eduardo Salvia de Lucca, oftalmologista do Instituto de Moléstias Oculares.

Com o esforço em frente à tela do monitor, a freqüência do número de piscadas por segundo diminui a lubrificação dos olhos. “Piscando menos, o indivíduo não tem uma boa lubrificação. A lágrima fica alterada na quantidade ou na qualidade”, explica Paulo Mello. Ressecados, os olhos podem passar a arder e coçar. “Ninguém, nem mesmo pessoas com alergias, deve coçar os olhos. Isso pode lesar seriamente a córnea”, explica.

Somados à diminuição da freqüência de piscadas por segundo e ao cansaço dos olhos, fatores como ar-condicionado e postura incorreta ajudam na manifestação da doença. “O agente causal da doença não é o computador, ele só faz com que ela se manifeste”, finaliza Paulo Mello. O médico lembra ainda que a mesma doença pode aparecer em adolescentes que passam horas jogando video-game ou mesmo em quem fica horas em frente à TV, sem intervalos.

Sintomas e Sinais
- Ardência
- Dor de cabeça
- Fotofobia (aversão à luz)
- Lacrimejamento
- Olhos vermelhos
- Queda da pálpebra
- Queimação
- Sensação de areia nos olhos
- Sensação de cansaço ao final do dia

Como prevenir
- Faça um descanso de 10 minutos a cada uma hora de trabalho.
- Evite colocar o monitor em uma disposição que alguma janela fique de frente para seu olhar.
- Use o monitor do computador abaixo da linha do horizonte de visão.
- Pessoas com predisposição devem usar lágrimas artificiais (colírios) ou umidificar o ambiente.
- Mantenha uma distância de 60cm da tela do monitor.
- O uso de lentes de contato pede lubrificação extra dos olhos.





Se tiver dúvidas deixe um comentário! Veja Também...

Poste um comentario