Estudante morre porque não tinha 10 reais para comprar medicamento!

2,998

Vejam até que ponto chegamos!

A estudante de Pedagogia Viviane Brito Barbosa, 29 anos, morreu na
noite de quarta-feira após ter uma crise de asma. Segundo os
familiares, funcionárias da Farmácia Popular de Salvador se negaram a
vender o medicamento que a jovem usava porque ela tinha R$ 12 e o
remédio custava R$ 22. A informação é do Correio da Bahia.




Viviane teve a crise asmática em casa e, como não teria achado o
medicamento, resolveu ir até a farmácia. De acordo com a família da
estudante, ela estava com o padrasto, Renê Borges Moreira, 45 anos.

Ao perceber que não teriam dinheiro suficiente para comprar o
remédio, o padrasto teria oferecido o documento do carro como garantia
de que pagaria a dívida. Ainda assim, eles não teriam conseguido
comprar o medicamento.

Viviane foi levada para o 8º Centro Municipal de Saúde com uma
parada cardiorrespiratória. Ela chegou a ser atendida, mas não resistiu.

Segundo o presidente do Conselho Regional de Farmácia, Altamiro José
dos Santos, o ocorrido foi lamentável.

“Nosso entendimento é de que a
farmácia é um espaço de saúde, é um comércio com características
próprias. No nosso ponto de vista, a farmácia tem compromisso social.
Este episódio é lamentável e resulta da visão mercadológica. Acima de
tudo, devemos ter compromisso com a vida”, disse.

A equipe da farmácia foi trocada na tarde quinta-feira devido à repercussão do caso.

A estudante foi enterrada no cemitério Quinta dos Lázaros.

Fonte: Terra

Artigos Aleatorios

Poste um comentario