MUITO PRAZER

2,992

Neste exato momento tenho prazer de estar escrevendo com verdade interna. Não te conheço tão bem quanto gostaria mas, posso estar feliz de sentir você vibrando comigo, refletindo: - pense no que está sentindo e sinta o que está pensando…

Pronto! Estamos em sintonia e vivendo o presente.




Parece fácil, mas é impressionante saber que apenas 5% de todos os nossos milhares de pensamentos diários sejam do agora e que os outros sejam recorrentes a situações passadas, ou a expectativas do futuro. O momento, sempre, é agora… E nos traz, com certeza: muito PRAZER!

O vento da manhã trazendo aromas de pinho, assim como o cheiro da terra molhada, depois de um dia quente e de uma chuva rápida de Verão. E, aquela sensação gostosa do perfume de ‘damas-da-noite’ em um pequeno jardim ao entardecer. Todos nós já sentimos estas coisas um dia e é notável que delas tenhamos apenas lembranças. De certa forma e por várias razões ficamos alheios às coisas simples, indiferentes aos verdadeiros prazeres da vida: simplesmente deixamos de sentir.

Quem sabe, as coisas mais preciosas da vida realmente não possam mesmo ser tocadas. E, para sentir a essência, tenhamos que ir além do racional e atingir outras nuances, perceber o intangível de doces lembranças, por exemplo. Talvez, a forma mais bonita de nos reportarmos ao passado.

Por mais difíceis que tenham sido determinadas passagens da vida, temos todos um dispositivo, digamos mágico, que nos deixa esquecer aquilo que possa nos ter ferido. Poucos se lembram das formigas naquele passeio que tenham feito um dia na mata, mas é inesquecível aquela sensação de descoberta, um ‘friozinho-na-barriga’ pelo desconhecido. Não foi assim? De fato, é assim.

Quem não se lembra de um certo pote, cheio de balinhas-de-goma coloridas, meio escondido, não no fim do arco-íris, mas ali mesmo na cozinha da vovó? Chegar até ele, então, era uma aventura de ‘caça-ao-tesouro’, como que a descobrir um segredo… Um segredo desvendado, pela simples ação de ir até lá.

Uma das coisas mais interessantes de toda a teoria do pensamento é
exatamente isso, a nossa extraordinária capacidade de viajar no imaginário, naturalmente como fazem a crianças ou, através da reflexão - acima de tudo, uma atitude assertiva. Certamente, pela reflexão assumimos uma relação que pode ser deliciosamente prazerosa com tudo aquilo que desejamos.

Quer um exemplo de como ‘ir até lá’?

“Passem a Chama… Unam o Mundo!”: parecia uma ordem divina, mas era o título e estrofe principal da canção-hino de Trevor Horn, especialmente criada para a XXV Olimpíada da Era Moderna - Atenas 2004, na primeira corrida global de revezamento da Tocha na história dos Jogos Olímpicos. - “É tempo de celebrar, deixar nossas vozes serem ouvidas… Juntos, podemos fazer crescer uma floresta no leito seco de um rio ou erigir uma montanha de um grão de areia. De mãos dadas”. Continuava, a inspirada letra, demonstrando otimismo para a Humanidade: puro talento. Depois de ter sido acesa - no dia 25 de Março de 2004, reconstituindo a tradicional cerimônia no Templo de Hera em Olympia, onde as seis sacerdotisas vestidas de branco e em círculo, colhiam a centelha do fogo sagrado de Héstia… Grandeza!

A chama azul percorreu toda a Grécia e partiu para uma inédita jornada mundial. Viajou trinta e cinco dias, cobrindo uma distância de 78.000 Km. Mais de 3.600 (três mil e seiscentos) atletas, de todas as raças, credos e condições a passaram de mão-em-mão, diante dos olhos extasiados de 260 (duzentos e sessenta) milhões de pessoas, que tiveram a oportunidade única de vê-la passar nas ruas de 27 (vinte e sete) lindas cidades, em todo o globo - incluindo algumas que já sediaram os Jogos, como a moderna Sydney, da Oceania; outras representativas, da Comunidade Européia, como Bruxelas ou ainda de importância populacional, como Beijing - todas as Chinas da Ásia e que sedia as Olimpíadas em 2008. Pela primeira vez, um símbolo de harmonia universal, percorreu o solo da África, visitando Cape Town e Cairo e também o da América do Sul, em terras nossas. O Cristo Redentor viu aquilo… Eu também, bem daqui!

Você sentiu? Conseguiu ‘ir até lá’?

Fechava-se o círculo novamente: unidade. Nunca, em toda a sua saga, o espírito olímpico traduziu tanto significado: “A faísca dos deuses”, “A Luz de Deus” - conduzida com respeito e dignidade, invocando ação e sintonia em diferentes expressões. A Tocha - com a Chama Sagrada, retornou no dia 9 de Julho de 2004, para adentrar, com solenidade nunca vista antes, em 13 de Agosto, o Estádio Olímpico da capital da Grécia, acendendo na Grande Pira e dando início aos certamente mais memoráveis Jogos, com a participação de 10.500 (dez mil e quinhentos) atletas representando 202 (duzentos e dois) países.

O Céu deve ter-se aberto para que todos os deuses vissem aquilo também. Lembra-se? Cerca de três mil anos separavam o evento de suas origens, mas os valores essenciais puderam ser preservados e aprimorados. Foi só uma questão de ser uma sintonia perfeita de inúmeros fatores, entre eles, o inegável talento de uma mulher - Gianna Angelopoulos Daskalaki, Presidente do Comitê de Organização dos Jogos e um ícone de empreendedorismo. Enérgica, séria e disciplinada - ao mesmo tempo elegante, simpática e eficaz, coordenou os trabalhos de 160.000 (cento e sessenta mil) voluntários. Recrutados em toda a Grécia, rapazes e moças dispostos - como têm que estar entre 18 e 23 anos, além de muitas e maravilhosas crianças se submeteram a um árduo e sincrônico treinamento que resultou na consolidação absoluta do maior evento que o mundo já presenciou.

De fato: “as coisas mais preciosas da vida realmente não podem mesmo ser tocadas… E, para sentir a essência, tenhamos que ir além do racional e atingir outras nuances, perceber o intangível de doces lembranças, por exemplo… Talvez, a forma mais bonita de nos reportarmos ao passado”.

Sentiu?

Estão está preparado, em espírito, para as próximas Olimpíadas em Beijing/China, ainda este ano.

________________________________________________________________

Caio Eduardo Ferreira do Amaral
Consultor em Estilo-de-Vida

Veja o artigo com ilustrações, em: http://lifeconsulting.multiply.com/journal/item/16/Muito_PRAZER…_AGORA
Ouça o hino olímpico, aqui:
http://lifeconsulting.multiply.com/video/item/23

Se tiver dúvidas deixe um comentário! Veja Também...

Poste um comentario