A internet degrada o amor?

2,701

Há em grego três palavras para designar “amor”: eros, philos e ágape. Esta última é compreensão, boa vontade ativa e redentora para com a humanidade. Em português, não fazemos essa distinção.Talvez seja por isso a grande dificuldade de interpretação da realidade do que seja amor na sua inteireza. E em conseqüência a interpretação apocalíptica da nova era tecnológica. A robustez da comunicação (INTERNET) ao contrario do que possa parecer é a expressão maior do amor ágape, é a prática da compreensão entre os homens, é a possibilidade pragmática da liberdade de expressão (liberdade humana) na tentativa inequívoca do entendimento.



E pensar uma modernidade cortical é não conseguir apreender a verdade medular do construto puramente humano. Assim, é um erro tentar interpretar, por exemplo, nos limites psicanalíticos um fenômeno muito mais complexo que representa a evolução do Homem. O resultado é esse sentimento inicial de tristeza, de pessimismo fatalístico, e ingênua que tem uma criança diante de um problema de matemática que ainda não entende.Concordo com alguns, quanto ao cuidado que deve ter um médico na interpretação de fenômenos que perpassam a própria medicina. Sobretudo, aos problemas advindos do mau uso dos computadores e da comunicação global. A psicanálise, por exemplo, ainda é muito restrita a uma categoria de pacientes. E estes, não são representativos do todo na sociedade humana. No todo, o mundo dos homens vive e sobrevive aos seus enormes desafios, e evoluindo sempre.É o fruto da expansão moderna do amor ágape, mas evidentemente isso pode refletir em uma hipotrofia do amor philos e eros. O sonho humano descreve os ET com grandes cérebros e desprovidos de sexo! A medicina está tão avançada a ponto de poder criar clones. Enfim, tudo isso gera o medo… Mas como do ponto de vista médico fazer julgamento de valor sem incorrer em erros tão arriscados? E que podem proporcionar conseqüências tão imprevisíveis? Afinal,quem assina esse artigo é ainda um médico se não me engano…Contudo, o ser humano por traz do profissional, pecebe que o amor philos e eros embora tenham modificado coma evolução cultural da humanidade eles existem adaptados à nova realidade.

Se tiver dúvidas deixe um comentário! Veja Também...

Poste um comentario