Fábricas antecipam modelos 2009, como o Novo Ford Ka, Fiesta e Honda

5,197

O Novo Ford Ka, por exemplo, à venda em fevereiro, é um deles. Especialista diz que consumidor sai beneficiado

Quando começar a chegar às autorizadas, no mês que vem, a nova geração do Ka já será modelo 2009.
Não é a primeira vez que a Ford utiliza essa estratégia. O Fiesta
reestilizado, à venda desde fevereiro do ano passado, saiu como modelo
2008. Fabricantes como Honda e Volkswagen, por exemplo, também têm
lançado mão dessa prática nos últimos anos. Para o consumidor, pode ser
vantajoso.




José Caporal, consultor da Mega Dealer, diz que comprar um carro novo como modelo
do ano seguinte é interessante porque se “ganha” um ano. No Brasil, na
hora de vender o veículo, é levado em consideração o ano/modelo e não o de fabricação.

“Essa
é uma particularidade antiga do nosso mercado. Só que nos últimos anos
as montadoras estão antecipando suas linhas cada vez mais cedo”, diz o
especialista.

O gerente de marketing da Ford, Antonio Baltar,
afirma que com isso o consumidor leva vantagem no momento da revenda.
“É bom para o cliente e para a montadora, que sai na frente da
concorrência”. Ele diz que a fabricante só utiliza este recurso quando
há uma grande mudança visual no veículo.

“Na concepção da Ford,
é errado mudar a linha quando há só alteração de motor ou se renova uma
calota”, explica Baltar. “Nestes casos, o cliente que comprou o mesmo
carro um ou dois meses antes acaba sendo prejudicado.”

A
antecipação das linhas tem criado situações inusitadas. A Ford não
lançou a versão 2007 do Fiesta nem 2008 para o Ka. O primeiro, ainda
com antigo visual, deixou de ser fabricado no fim de 2006. E a geração
anterior do Ka saiu de linha em dezembro de 2007.

Em fevereiro
de 2006, a Honda fez pequenas mudanças no interior e no visual da
dianteira do Fit, lançando-o como linha 2007. E em abril passado, o VW
Golf reestilizado já chegou como modelo 2008.

CONTRAS

Essa situação pode não ser interessante para quem adquiriu um carro pouco antes da mudança de ano/modelo. Segundo Caporal, a tendência de antecipar o lançamento em geral só ocorre quando há grandes alterações visuais.

“Só
sairá prejudicado o cliente muito desinformado”, diz o consultor. “Os
meios de comunicação especializados, com raras exceções, costumam
noticiar insistentemente quando um carro vai mudar”, afirma. “É
importante perguntar na concessionária, antes de fechar a compra, se
haverá alterações na linha em breve.”

Caporal diz que em caso
afirmativo é possível barganhar o preço, já que em pouco tempo o carro
ficará defasado em relação aos concorrentes.

Artigos Aleatorios

Poste um comentario