Novo Toyota Corolla 2009

17,457

novo toyota corolla 2009A Nova Geração do Toyota Corolla já está disponível na Europa e segundo informações, o novo modelo brasileiro deve ser o mesmo. No Brasil, o novo Corolla deve ser lançado no primeiro semestre de 2008.

A análise dos números de venda nos últimos três anos mostra uma disputa ferrenha entre Corolla e Civic pela liderança dos sedãs médios. Mostra também que o consumidor troca de marca quando o carro fica velho e volta a comprar o modelo antigo quando ele é renovado. É nisso que a Toyota aposta quando prevê a retomada da liderança com o Corolla agora que foi reestilizado. Uma tarefa difícil, já que o Civic vem mantendo suas vendas em alta e, três meses após a chegada do modelo novo, o Corolla continua patinando.

Em 2005, o Corolla vendeu 36.121 unidades, enquanto o Civic ficou com apenas 20.683. No ano seguinte a diferença diminuiu, mas o Corolla se manteve à frente (seis mil unidades a mais) mesmo com a chegada do Civic novo, lançado em junho. Desatualizado, no ano passado o Corolla não resistiu, prejudicado também com a redução da produção por conta das intervenções na linha de montagem em Indaiatuba, que estava sendo preparada para a produção do modelo 2009: vendeu apenas 34.463 unidades, menos do que no ano anterior, num período em que o mercado crescia 28%.

Redesenhado e redefinido, o Toyota Corolla ganhou uma nova plataforma e combina os tradicionais valores do Corolla - qualidade, estilo distinto - com um comportamento em estrada ainda melhor, juntando os mais elevados níveis de conforto e qualidade. Esta é a definição da própria montadora na Europa.

A expectativa era de que a versão 2009 do sedã da Toyota recuperasse o primeiro lugar no ranking perdido para o Civic no ano passado. A seu favor o modelo da Toyota tem o fato de ter sido líder nos últimos anos, mas perdeu feio no ano passado para o concorrente.

No primeiro trimestre do ano as vendas do Corolla foram sofríveis, ainda com o modelo velho. Com a chegada do modelo novo, em 26 de março, as vendas melhoraram. Em abril foram 3.724 unidades e em maio 3.867, mas os números estão longe de preocupar a Honda, que emplacou 5.824 Civic em abril e 5.305 no mês passado.

Para quem esperava mais ousadia no design da nova geração, terá que se contentar com uma leve modernização das linhas do novo sedan, que ficou mais parecido com o Toyota Camry.

O preço pode estar atrapalhando os planos da Toyota de recuperar a liderança dos sedãs médios. Embora a versão básica seja mais barata que a do Civic, o Corolla Xli 1.8 flex é mais caro do que a maioria dos sedãs médios: além do Civic, ganha apenas do C4 Pallas.

A briga dos rivaisCorolla
2005 - 36.121
2006 - 35.352
2007 - 34.463
Civic
2005 - 20.683
2006 - 29.235
2007 - 47.761

Mesmo reformulado Corolla ainda não ameaça o Civic

Civic emplacou – 4.557 em janeiro, 4.894 em fevereiro, 5.235 em março, 5.824 em abril, 5.305 em maio. Total de 25.815 unidades em cinco meses.

Corolla emplacou – 2.217 em janeiro, 2.037 em fevereiro, 1.259 em março, 3.724 em abril, 3.867 em maio. Total de 13.104 unidades em cinco meses.

Os preços dos sedãs (versão básica)

Modelo

Focus GLX 1.6 Flex – R$ 50.195
307 Presence 1.6 16V Flex – R$ 54.900
Mégane Expression 1.6 16V – 56.060
Vectra Expression 2.0 Flex – 56.410
Sentra 2.0 – R$ 58.695
Bora 2.0 – R$ 60.390
Corolla Xli 1.8 Flex – R$ 62.000
Civic LXS 1.8 Flex – R$ 65.460
C4 Pallas GLX 2.0 16V – R$ 65.640

De acordo com pesquisas na internet (especificamente nos sites automotivos, como webmotors e carplace)

Se tiver dúvidas deixe um comentário! Veja Também...

  1. 2 respostas to “Novo Toyota Corolla 2009”

  2. Por Hudson Em Fev 16, 2009 | Responder

    “Adquiri meu veículo Novo Corolla XEi Automático 08/09, em 22/12/2008. Desde então tenho tido alguns problemas com o carro, a saber:

    a) O rádio não tem bom alcance e tem apresentado muita interferência.

    b) O ar condicionado não esfria o interior adequadamente, quando a temperatura externa passa dos 30ºC.

    c) Havia ruído metálico na parte traseira do carro.

    A concessionária Comart, da qual adquiri o veículo executou serviços direcionados a eliminar o ruído metálico na parte traseira. No entanto, isto já foi feito três vezes e até o momento o ruído não foi solucionado, apenas houve diminuição do mesmo.

    Executaram-se testes no ar condicionado para verificar se estava funcionando adequadamente. Obtive um laudo da empresa Prochaska responsável por estes testes, que apontava no sentido de que não havia problemas no mesmo. Todavia, continuo constatando o descrito inicialmente.

    Quanto ao rádio, houve a visita de um representante da Panasonic, empresa fabricante do mesmo, que solicitou a troca do aparelho, para que fossem executados testes de fábrica. O rádio, para ser substituído, exigia a desmontagem do painel frontal, operação esta que não tinha sido aprovada por mim, ciente de que isto poderia ocasionar barulhos de estalos no painel após a desmontagem. A supervisora de qualidade, sra. Adriana Felipe, e o chefe de oficina, sr. Gilma Bispo, no entanto, se responsabilizaram por resolver eventuais problemas de barulho, caso estes surgissem após a retirada do rádio. Dito e feito, após a remoção do aparelho original, o automóvel passou a apresentar ruídos de estalos no painel frontal, mas os citados acima não conseguiram solucionar, até o presente momento, tais ruídos, como veremos mais abaixo.

    O rádio original foi encaminhado a Manaus, donde foram executados exames para verificar as causas dos problemas de baixa captação de sinal do aparelho, mas os laudos resultaram no perfeito funcionamento do mesmo. Entretanto, o rádio substituto, a meu ver, vem apresentando os mesmos sintomas de interferência do original.

    Quanto aos ruídos do painel, a empresa já executou serviços de colocação de espuma nas peças envolvidas, o que não resolveu a questão, como já era esperado. Em minha opinião, uma vez modificadas as condições estruturais de fábrica do painel, com a desmontagem, não há como retornar a estas condições, quanto à inexistência de ruídos de acabamento. Somente o encaminhamento do veículo à fábrica, para que possam ser recriadas as condições de montagem iniciais poderia solucionar o problema. A concessionária não pensa assim e acredita poder resolver o entrave, desmontando e montando o painel com espuma, o que, creio eu, somente agravará o problema, por estar modificando ainda mais as condições estruturais originais do mesmo. ”

    Sugestão de amigo: Não compre o Novo Corolla 2009!…

  3. Por Lucas Em Mar 5, 2010 | Responder

    Adquiri um corolla em abril de 2009,e não tenho do que reclamar.O carro esta com 11000km e não apresentou problema algum,muito pelo contrario,gostei muito do veículo e posso citar várias vantagens em relação ao civic,como conforto interno,economia de combústivel e por morar no interior onde o calçamento é de paralelepipedo o corolla é um pouco mais auto e outras qualidades.
    Sugestão:pergunte a amigos que tenham o carro.

Poste um comentario