Quando o Consórcio de Carro Usado É um Bom Negócio

21,320

Veja o que fazer para escolher bem a empresa e o automóvel


Os consórcios de carros usados sempre tiveram um apelo muito grande para o consumidor final e, segundo as empresas que os oferecem, ainda têm muito para crescer.

Por todo o Brasil as revendedoras de automóveis e administradoras de consórcios mais conhecidas fecham vários grupos de consorciados por ano, e os campeões de procura são os grupos com prestações mais baixas, variando entre 250 e 350 reais por mês. Pagando essa prestação durante uns 60 meses dá para comprar com folga um carro popular básico – como um Gol 1000 ou um Uno Mille, por exemplo – com no máximo três ou quatro anos de uso. O que quer dizer o seguinte: quem for sorteado ou der lance vencedor em 2008 poderá comprar um carro usado de 2007, 2006, 2005 ou 2004.




Fazendo contas

Suponha que você entre num consórcio cuja carta de crédito se baseia num Ford Ka básico zero quilômetro que custa R$ 23.000,00 (sem qualquer desconto). Para conceder uma carta de crédito igual a 70% do valor desse carro zero, uma concessionária de São Paulo está oferecendo o seguinte plano:

  • Valor da carta de crédito que o consorciado receberá: R$ 16.100,00.
  • Valor da prestação: R$ 310,00.
  • Valor a pagar (60 × R$ 310,00): R$ 18.600,00.
  • Diferença entre o pago e a carta de crédito:
    R$ 2.500,70 (corresponde, aproximadamente, a 10% de taxa de administração e 5% de fundo de reserva).
  • Devolução do fundo de reserva ao final: R$ 517,93.
  • Total que o consorciado recebe: R$ 16.700,00 (carta de crédito mais fundo de reserva).
  • Total que a empresa embolsa: R$ 1.553,78 (taxa de administração). Há vários consórcios cujos planos já prevêem o aumento do valor das prestações a partir de uma certa data. Mas as prestações podem variar também de acordo com a evolução do preço do carro zero-quilômetro.Ainda é importante fazer mais uma conta. Suponha que a inflação incidirá igualmente sobre a prestação do consórcio e o rendimento de uma caderneta de poupança, é simples concluir que, se você puser a prestação de R$ 310,00 na poupança, em 50 meses terá quase o mesmo dinheiro da carta de crédito mais o fundo de reserva. Quer dizer: você ganhará 10 meses! O único porém é ser disciplinado e conseguir reservar aquele valor todo mês.Por isso o consórcio só oferece duas vantagens: a primeira é a possibilidade de ser sorteado logo no início e receber mais depressa o carro; a segunda, a de poder dar um lance de 25% a 30% e levar todo o carro antes dos outros. Ainda de qualquer jeito, sempre vai custar dez meses a mais de prestações.

    Saiba mais sobre carros populares no Portal Automotivo OpiniaoWeb Carros!

  • Se tiver dúvidas deixe um comentário! Veja Também...

    1. 9 respostas to “Quando o Consórcio de Carro Usado É um Bom Negócio”

    2. Por Rodrigo Em Jun 4, 2008 | Responder

      Para quem já tem carro a poupança é a melhor opção. Mas para quem não tem fica difícil se segurar para não entrar em um consorcio. Principalmente se já iniciou uma poupança com o objetivo de comprar um carro.

    3. Por Luiz Em Jun 4, 2008 | Responder

      Realmente Rodrigo. O problema eh justamente esse: se segurar. Sabe como eh carro, quem tem não abre mão do conforto. Não quer mais saber de ônibus e metrô. Ai jah viu neh. Belo blog!

    4. Por Luiz Em Jun 4, 2008 | Responder

      Realmente Rodrigo. O problema eh justamente esse: se segurar. Sabe como eh carro, quem tem não abre mão do conforto. Não quer mais saber de ônibus e metrô. Ai jah viu neh. Belo blog! Meus parabéns!

    5. Por Luiz Em Jun 4, 2008 | Responder

      ops, desculpem por ter mandado o comentario duas vezes

    6. Por Rodrigo Em Jun 5, 2008 | Responder

      Muito obrigado!

    7. Por silvio cezar Em Out 9, 2008 | Responder

      E diante dessa situação atual com o aumento do dolar e as quedas constantes das bolsas, será q vai sobrar pro consórcio tb.
      Outra dúvida, vamos supor q o carro zero tenha vários aumentos consequentemente as prestações e a carta de crédito tb vão ser aumetadas, mas o cara q já utilizou a carta de crédito no inicio antes dos aumentos ficará no prejuízo?
      Alguem ai pode explicar sobre essas questões.

    8. Por Marcos Em Out 10, 2010 | Responder

      A compra e venda de veículos por consórcio nos últimos 10 anos tem batido recordes no volume de novos clientes, é o motivo é simplês: Está é uma forma de compra que os custos (administração e seguro são baixos), permite que para quem já está com o carro fique mais fácil transferir o veículo para outra pessoa,recuperando parte do que pagou e transferindo a dívida, o que não acontece para quem adquiriu um veículo no mesmo prazo através do financiamento, que tem taxas juros mais altos no caso de carros usados, sem falar que no consórcio você pode pagar a diferença a vista, trocar o seu carro pelo um novo, sem precisar quitar a dívida para fazer a troca (substituição de garantia). Se quizer saber mais visite

    9. Por Abner Em Out 15, 2010 | Responder

      Resumindo pesoal! vc que é jovem e pensa em ter um carango, começe a pagar um consorcio!
      não tem juros, não é investimento perdido, e ainda vc pode pegar seu carango no inicio das suas parcelinhas rs!
      Abraço a todos!

    10. Por lilian Em Jul 18, 2012 | Responder

      Gostaria de saber se existe alguma lei q fala que NAO pode mais fazer comprar um carro em um consorcio do ano de 2005? pois dei um lance em um consorcio e fui comtemplada…e escolhi um carro 2005, e assim como pedido, passei o carro para o meu nome, levei os documentos no banco, assinei o contrato e depois de 7 dias, o banco me manda um e-mail q eu nao poderia comprar este carro, pois nao se pode mais comprar carro em consorcio abaixo do ano de 2006…Onde diz isso? que lei e essa? onde posso encontra-la…

    Poste um comentario