Senador Renan Calheiros tenta evitar cassação e colocar sucessor

1,913

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) intensificou as articulações para
tentar enterrar no Conselho de Ética do Senado o maior número possível
de processos contra ele e tentar emplacar José Maranhão (PMDB-PB) como
seu sucessor na presidência da Casa.

Segundo a reportagem, se fracassar a tentativa de acordo para preservar
seu mandato, Renan cogita reassumir a presidência após a aprovação da
PEC (Proposta de Emenda Constitucional) que prorroga a CPMF
(Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira) até 2011.




A Folha informou que o peemedebista pretende voltar ao
Senado na próxima terça-feira e que, por ora, não está em seus planos
sair da residência oficial por avaliar que passaria a imagem de que
abriu mão de vez presidência, o que prejudicaria sua tática no momento.

Representação

O presidente do Conselho de Ética do Senado, Leomar Quintanilha
(PMDB-TO), pode anunciar hoje o nome do senador que irá relatar a
quinta representação contra Renan.

Ele disse que já convidou um senador para relatar o processo, mas
não quis antecipar o nome do parlamentar porque aguarda a confirmação
do convite.

A quinta denúncia se refere à acusação de que Renan teria planejado
um esquema de espionagem contra os senadores Demóstenes Torres (DEM-GO)
e Marconi Perillo (PSDB-GO), que se posicionaram em favor da punição do
peemedebista.

Mesa Diretora

Ontem, o PSOL entregou à Mesa Diretora do Senado uma nova representação contra o peemedebista por quebra de decoro parlamentar.

No caso de Renan, é a sexta representação contra o presidente
licenciado do Senado. Desta vez, ele é acusado de apresentar uma emenda
que permitiu o repasse de R$ 280 mil para uma empresa fantasma.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u337995.shtml

Artigos Aleatorios

Poste um comentario