Biografia de Beyoncé Knowles

11,977

Beyoncé Giselle Knowles (Houston, 4 de setembro de 1981) é uma cantora, co-compositora e Arranjadora vocal estadunidense vencedora de dez prêmios Grammy.
foto da beyonce knowles

Suas músicas combinam – desde o tempo do Destiny’s Child – a essência do R&B comteporâneo com inclinações para o funky/soul, gerando uma estética comercial e de tendência substancialmente pop. Além de trabalhar no mundo da música, Beyoncé também atua, tendo sido recentemente indicada ao prêmio Globo de Ouro de melhor atriz por seu trabalho no filme Dreamgirls, foi também considerada a celebridade feminina mais bem vestida em Hollywood.




foto da beyonce knowles
Beyoncé Knowles é a filha mais velha de Mathew Knowles e Tina Beyoncé. Seus avós paternos, Lumis Beyoncé e Agnes Dereon, eram de Louisiana, e falavam francês. Seus pais decidiram que seu primeiro nome seria uma homenagem ao sobrenome de solteira de sua mãe. Sua irmã, Solange Knowles, é atriz e cantora. Ela foi criada no cinturão bíblico norte-americano, que se estende em torno de Houston (Texas), onde a cantora começou a carreira no coral da Igreja Metodista Unida de San Juan e foi batizada [1]. Seu pastor Rudy Rasmus continua sendo seu conselheiro espiritual.
foto da beyonce knowles
As doações deixadas por Beyoncé na Congregação permitiram a construção de um grande centro para jovens se reabilitarem [1]. Aos sete anos ganhou um prêmio de mérito escolar pela versão da canção Imagine de John Lennon. Logo conheceu e tornou-se amiga de Kelly Rowland, cuja mãe trabalhava para a família Knowles, portanto moravam na mesma casa. Ao ver que a intenção das duas meninas, de dedicar-se à música, era séria, Mathew Knowles, o pai de Beyoncé, começou a buscar um selo musical [1]. Ele largou seu emprego muito bem pago para empresariar o grupo. Essa decisão afetou a família inteira. A renda deles foi reduzida à metade, e tiveram que mudar-se para dois diferentes apartamentos. Quando o grupo assinou com a Columbia em 1996, deu à família uma segunda chance de fazer as coisas se tornarem realidade. Enquanto adolescente, Beyoncé estudava na “High School for the Performing and Visual Arts”, em Houston, onde mostrou seus talentos musicais. Mais tarde, ela foi à Alief Elsik High Shool, também em Houston.

foto da beyonce knowles

De 1990 a 2005, Beyoncé fez parte de um dos mais famosos grupos femininos de todos os tempos, o Destiny’s Child[2]. Como grupo, Beyoncé e suas companheiras Kelly Rowland e Michelle Williams venderam mais de 50 milhões de albuns no mundo inteiro. Matthew Knowles lançou a carreira do grupo que sua esposa – dona de um salão de beleza – batizou com o nome de Filho do Destino (Destiny’s Child), em um dia que estava lendo a Bíblia. O significado de Child, no nome do grupo, ao contrário do que muitos pensam, não é Filhas, mas Filho: porque representa uma pessoa, que é Deus [1]. As Destiny’s Child tinham, originalmente, um contrato com a gravadora Elektra, em 1995, mas foram demitidas antes que pudessem lançar seu primeiro álbum. O quarteto assinou com a Columbia Record no ano seguinte, e sua carreira decolou. As DC conheceram a fama em 1998 com seu hit “No, No, No Part 2″ no TOP 10 da Billboard.
foto da beyonce knowles
Até mesmo depois de muitas confusões com entrada e saída de membros, Destiny’se tornou o grupo de R&B feminino de maior sucesso do final dos anos 1990s e início dos 2000s, tendo 4 hits número-um na Billboard Hot 100 singles, alguns Top 10, e dois álbuns nº1. O grupo também ganhou números um em vários outros charts da Billboard. O álbum de estréia do grupo (1998), com o nome de “Destiny’s Child” foi produzido por Wyclef Jean e Jermaine Dupri. O segundo álbum do grupo, “The Writings On The Wall” (A Escritura Está Sobre a Parede), lançado em 1999, vendeu mais de 12 milhões de cópias e teve dois hits número-um: “Bill, Bills, Bills” e “Say My Name”. “Bug A Boo” e “Jumpin’, Jumpin” também foram singles populares do cd, “Say My Name” ganhou dois prêmios no Grammy de 2001 por Melhor Performance de R&B Por Uma Dupla Ou Grupo e Melhor Música R&B. Pouco depois começam as críticas das outras componentes do quarteto, que se vêem apagadas pelo favoritismo que o pai de Beyoncé conferia a sua filha e sua amiga Kelly.[1].

Em 2000, o Destiny’s Child perdeu duas integrantes: Robertson e Luckett. Para dissimular as mudanças contrataram outras três bailarinas para o vídeo, mas suas antigas companheiras iniciaram um pleito, que tem muita publicidade, criando finalmente um novo grupo. Depois de apresentar a nova formação do Destiny’s Child, na abertura da temporada da NBA com um show no intervalo da partida, uma das novas componentes do grupo pediu para se desligar, no início da turnê australiana, fazendo o grupo voltar a ser um trio. Seu próximo álbum, “Survivor”, provou ser outro grande sucesso, ficando em primeiro lugar no Hot 200 e R&B Álbuns Charts americanos, canadenses e do Reino Unido. Dois singles do álbum alcançaram o número-um da Billboard: “Independent Women Part 1″ e “Bootylicious”, e com a música que dá nome ao álbum alcançando o segundo lugar. No Reino Unido, as das primeiras faixas lançadas alcançaram o número-um consecutivamente. “Independent Women Part 1″ foi o tema do filme “As Panteras” em 2000, antes do lançamento do álbum, em 2001. A música “Survivor”, deu ao grupo seu terceiro Grammy por Melhor Performance de R&B Por Dupla Ou Grupo. O quarto single do álbum, “Emotion”, foi um cover do hit de mesmo nome do grupo “Bee Gees”. Depois de três anos de pausa, que envolveram concentração em carreiras solo, Knowles se uniu novamente à Williams e Rowland, para que pudessem gravar seu quarto álbum de estúdio, Destiny Fulfilled, lançado em novembro de 2004. O álbum alcançou o segundo lugar no Billboard 200 e emplacou os hits Lose My Breath, Soldier, Girl e Cater 2 U. O título do disco sugere que Destiny Fulfilled (algo como destino cumprido) seja o último álbum do grupo. Em 2005, as Destiny’s Child embarcaram numa turnê mundial, patrocinada pelo McDonald’s, chamada Destinys Fulfilled and Lovin’ It, visitando mais de 70 países pela Austrália, Ásia, Europa e América do Norte, de abril a setembro.
foto da beyonce knowles
Em 13 de junho de 2005, foi anunciado que o grupo se desfaria após o término da turnê em setembro de 2005. Em outubro de 2005, o grupo lançou seu último disco, chamado #1’s, incluindo todos os sucessos das DC. A coleção de melhores hits também inclui três novas faixas, como Stand Up For Love. O álbum estreou em primeiro lugar no Billboard 200 album chart, e em sexto no UK Top 75 chart. Em 2005, na premiação World Music Awards, foi dado às Destiny’s Child o prêmio por Grupo Feminino Com Vendas Mais Altas, pois venderam mais de 50 milhões de cópias de álbuns, singles, etc. Quando Houston sediou o 55º All-Star weekend da NBA, em 2006, as Destiny’s Child cantaram uma versão do Starred Spangled Banner (hino nacional americano), uma de suas últimas performances juntas.

foto da beyonce knowles

Durante o outono de 2002, Knowles fez uma participação especial (feat.) no hit “03 Bonnie & Clyde”, do rapper Jay-Z. Na primavera de 2003, ela regravou um dueto com Luther Vandross, The Closer I Get To You, originalmente feito com as famosas Roberta Flack e Donny Hathaway. Nesta nova versão, as partes vocais foram modificadas, com Vanfross fazendo as partes de Flack, e Knowles fazendo as de Hathaway. A música foi incluída no primeiro disco solo de Beyoncé, e no de Luther Vandros, Dance With My Father. Os dois ganharam, por essa música, o Grammy de Melhor Performance de R&B Por um Grupo ou Dupla naquele mesmo ano. Em 2001, ela se tornou a primeira mulher negra e a segunda mulher a receber o prêmio de compositora do ano da Sociedade Americana de Compositores, Autores e Editores. Beyoncé também foi incluída por inúmeras vezes na lista das 50 mulheres mais sexys do mundo.

Em 2003, Knowles lançou seu primeiro álbum solo, Dangerously In Love. O álbum estreou no Billboard 200 em primeiro lº lugar, vendendo 317.000 cópias na primeira semana. Ganhou certificado de platina um mês depois, em 26 de julho de 2003. O primeiro single, Crazy In Love, tendo como participação especial a do rapper Jay-Z, rapidamente se tornou um dos maiores hits daquele verão, ficando em primeiro lugar no Hot 100 da Billboard durante 8 semanas consecutivas. Dangerously In Love chegou ao topo das paradas no Reino Unido e no Canada. O álbum vendeu acima de 4 milhões de cópias nos Estados Unidos e 11 milhões de cópias mundialmente. Quando seu primeiro single e seu álbum chegaram juntos ao primeiro lugar nos EUA e no Reino Unido, ela se tornou a primeira artista a realizar este fato desde Men At Work em 1983 e The Beatles, Simon e Garfunkel, e Rod Stewart nos anos 60 e 70. Beyoncé foi, conseqüentemente, uma dos artista de melhor vendas de 2003. Pelo fim do verão, Baby Boy, o segundo single de Dangerously In Love que tinha como participação especial a de Sean Paul, começou a subir nos charts e se tornou um dos maiores hits de 2003, dominando o air-play das rádios no outono de 2003, e ficando 9 semanas em primeiro lugar - uma semana a mais que Crazy In Love. Vinda do sucesso de Baby Boy, Knowles lançou seu terceiro single solo, Me Myself and I, no fim de 2003; o quarto single de Dangerously In Love, Naughty Girl, foi lançado no meio de 2004. Estes dois últimos alcaçaram o quarto e o terceiro lugar no Hot 100 da Billboard, respectivamente. Na cerimônia do Grammy Awards de 2004, Beyoncé ganhou 5 Grammys por seu trabalho solo. Esses prêmios incluem Melhor Performance Vocal Feminina de R&B por Dangerously In Love 2, e Melhor Álbum de R&B Contenporâneo. Em dezembro de 2005, Beyoncé lançou Check On It, com a participação de Slim Thug e (no remix oficial) Bun B. A música estava no álbum 1#s das Destiny’s Child e na trilha sonora do filme A Pantera Cor De Rosa. Nos Grammy Awards de 2006, Beyoncé ganhou um Grammy na categoria Melhor R&B Peformance Por Dupla Ou Grupo pela música So Amazing, um dueto com Stevie Wonder para o álbum So Amazing: An All-Star Tribute to Luther Vandross.

B’Day foi lançado mundialmente no dia 4 de setembro de 2006 e dia 5 do mesmo mês e ano dos EUA, para celebrar o 25º aniversário de Beyoncé. Este novo álbum inclui músicas novas co-produzidas e escritas por Knowles. Déjà Vu, o primeiro single do álbum, conta com a participação especial do rapper Jay-Z, e é co-produzido por Rodney Jerkins. Outros co-produtores de B’Day são: Rich Harrison, The Neptunes e Swizz Beatz. Knowles terminou o trabalho de seu segundo álbum solo em duas semanas. O primeiro single, Déjà Vu, foi Top 5 nos EUA e #1 nos chart de R&B dos EUA. Também alcançou o #1 no Reino Unido. O segundo single, Ring The Alarm, “vazou” na internet no dia 8 de agosto de 2006. O vídeo de Ring The Alarm foi lançado dia 16 de agosto, no Yahoo.com. Logo depois, a diva lançou Irreplaceable, música de maior sucesso de sua carreira, que ficou 10 semanas em primeiro lugar nos Estados Unidos Em 2007, Beyoncé lançou o B’Day Deluxe Edition, uma versão especial do B’Day em disco duplo. Foi no Deluxe Edition que lançou Beautiful Liar, uma música que não estava na primeira edição do álbum. Apesar das várias versões da música (incluindo uma versão solo de Beyoncé, uma versão em espanhol e um remix), a que virou single teve a participação de Shakira e se tornou um grande sucesso, tendo conquistado posições louváveis nos rankings do mundo todo e rendendo às duas o prêmio VMA de melhor dueto de 2007. Get Me Bodied se tornou o 5º single de B’Day. Porém a versão que se tornou single não foi aquela que está no álbum, mas sim um Remix de Timbaland e Volvio. As ex-colegas de Beyoncé do Destiny’s Child, Kelly Rowland e Michelle Williams, fazem uma participação especial no clipe.

Em 2001, Knowles resolveu atuar, estrelando, ao lado do ator Mrkhi Phifer, o filme para a MTV Carmen: A Hip Hopera. No verão de 2002, Knowles co-estrelou o filme Austin Powers em O Homem do Membro de Ouro, fazendo o papel de Foxxy Cleópatra e contracenando com Miky Myers e Michael Caine. Knowles também gravou Work It Our para a trilha sonora do filme. Em 2003, Knowles estrelou ao lado de Cuba Gooding Jr. o filme Resistindo às Tentações e gravou uma música para estes, Fighting Temptation, com a participação especial de Missy Elliot, MC Lyte e Free. Knowles co-estrelou o filme A Pantera Cor de Rosa (2006), fazendo o papel de Xania, uma cantora pop internacional, ao lado de Steve Martin, que fez papel do atrapalhado Inspetor Clouseau. O filme foi lançado no dia 10 de fevereiro de 2006. Seu maior sucesso foi “Dream Girls” (2007), seu último filme, em que contracenou ao lado de grandes astros, incluindo Ed Murphy.

Fonte: Wikipedia

Se tiver dúvidas deixe um comentário! Veja Também...

  1. 17 respostas to “Biografia de Beyoncé Knowles”

  2. Por admin Em Abr 24, 2008 | Responder

    Que magavilha!

  3. Por samela Em Mai 10, 2008 | Responder

    perfeitáH..minha cantora favoritaaa

  4. Por BIANCA Em Nov 12, 2008 | Responder

    ADOREI AS FOTOS

  5. Por Ladeira Em Nov 14, 2008 | Responder

    A Beyonce e do tipo q todo e qualquer um homem gostaria de ter em casa!
    E d ++++++++++++++

  6. Por suelem Em Nov 29, 2008 | Responder

    BEYONCÊ É MAIS ELA É LINDA E UMA VOZ ENCRIVEL ELA E UMA MULHER 10. SOU UMA SUPER FÃ DELA

  7. Por Tiago Lima Em Dez 3, 2008 | Responder

    Beyoncé… Uau tem muiiito o que falar dela!!!
    Ela é D+ , Linda , maravilhosa , charmosa , elegante entre outras coisas… Sou acho que o MAIOR E MELHOR FÃ QUE ELA NEM IMAGINA QUE TEM!!!
    mais to ai! falta pouco pra eu ir pros USA eu concerteza irei conheçe-la!

    Mais que a beleza dela… o que mais me chama atenção nela sem sombra de duvidas acho que isso não é so comigo…é a voz dela!

    abraço a todos =P

  8. Por bionce Em Mar 15, 2009 | Responder

    ela e demais adoro ter o mesmo nome dela ela e linda nossa

  9. Por andre kutxi vica Em Abr 14, 2009 | Responder

    pormi acho que mais das charmoza mulher estados unidos d,america ela ten uma beleza pura

  10. Por kelly Em Jun 18, 2009 | Responder

    eu quero ser igual a ela um dia ser tao sexy quanto ela

  11. Por ingrid Em Ago 15, 2009 | Responder

    eu gosto de vc de mais não tem asua musica aquela halo eu amor de mais beijão.

  12. Por beta Em Mai 17, 2010 | Responder

    ola tives masima arrazaste meu amor

    bjjjjjjjjjjjjjjjjjjj

    da beta

  13. Por anna clécia Em Set 21, 2010 | Responder

    eu amo muito ella sou super fã e um dia quero ser com ella totalmete em tudo que é ella faz

  14. Por samy Em Set 30, 2010 | Responder

    Adorei sua história,ki mulher guerreira é cv hen… ki o SENHOR JESUS continue te quardando e te guiando…

    FELICIDADES… minha linda

    de uma grande fa sua…SAMARA BEYONCÉ KNOWLES.♥

  15. Por Raphaela Em Out 27, 2010 | Responder

    Linda d+ Bey, sou sua fa numero1 I love You ♥♥ ☻☺

  16. Por cintia Em Out 28, 2010 | Responder

    ela e simprismente a melhor ela e 100% beyoncé ela e encrivel adoro vc beyoncé vc pra mim e tudo de adoro como eu ja disse bjs da sua fan citia te amo muitoooooooooooooooooooooooooooo beyoncé te amo te amo te amo tea mo te amo te amo muitoooooooooooooooooooooooooooo

  17. Por brunna Em Out 28, 2010 | Responder

    beyoncé sou sua maior fãn te adoro muito vc pra mim é a melhor iguau a vc nem xeros vc é exclusiva pra todos nós te amo beyoncé ….. beyoncé é vcs ser acham beyoncé pode vcs enplora beyoncé canta o respo engana bjs da brunna para diva enternacinal beyoncé

  18. Por editelcia francisco Em Mar 11, 2012 | Responder

    beyonce sinceramente extou sem palavra pra mim nao ha melhor cantora no mundo q voce.nao e atoa q vc ganhou o premio de cantora do milennium bjs adoro-teeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee ja agora vc eo jay-z ficam muito bm junto ex a minha divaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

Poste um comentario