BRA pára de voar e demite todos os funcionários

1,993

A companhia aérea BRA irá parar de voar a partir desta quarta-feira. A
empresa diz esperar que a parada seja temporária, mas já enviou aviso
prévio de demissão a todos os seus 1,1 mil funcionários. O motivo não
foi informado.





A empresa diz que todos os seus passageiros com passagens já compradas
serão acomodados em aviões de outras companhias. Em seu site, a BRA
pediu para que seus passageiros com bilhetes em mãos procurassem as
demais empresas aéreas por orientação da Agência Nacional de Aviação
Civil (Anac).

Um funcionário da companhia em Porto Alegre, que pediu para não se
identificar, afirmou que os empregados ainda vão se reunir para saber
que medidas tomar. Ele disse que as operações da BRA estavam normais
nos últimos dias e que um representante dos trabalhadores irá para São
Paulo nesta quarta para conversar com a direção da empresa.
Executivos da BRA se reúnem com diretores da Anac nesta terça-feira
para pedir a suspensão de suas atividades. A agência afirmou que ainda
não tinha informações a respeito do assunto.

O presidente da companhia, Humberto Folegatti, anunciou na última
quinta-feira sua renúncia ao cargo. O executivo não esclareceu os
motivos de sua saída, que havia acontecido no dia 22 de outubro, mas só
divulgada na semana passada.
Folegatti afirmou que continuaria na empresa, como presidente do
conselho de administração, órgão que procuraria um novo presidente para
a companhia aérea.

O executivo fundou a companhia aérea em 1999, ao lado do irmão, Walter
Folegatti. Entre os sócios atuais da BRA estão os fundos de
investimentos Investments 2234 Overseas Fund VI BV, uma subsidiária do
Bank of America Corp.; Darby BBVA Overseas Investments, Development
Capital; Gávea Investment Fund; o banco Goldman Sachs & Co.; HBK
Investments, e a Millennium Investments.

Fonte: Terra

Artigos Aleatorios

Poste um comentario